Arquivo da categoria: Outros Blogs

Não queremos ser campeões.

03/02/2011 – 13:20 por Geral do Todo Poderoso Timão

Salve Geraldinos!!

Mais uma vez a obsessão pela vitória nos fez sair prematuramente da Libertadores. Não entendo e vejo uma pressão desnecessária para ganhar a tal competição Sulamericana. E como eu sempre disse e penso, só ganharemos a Libertadores quando essa pressão, obsessão e tudo mais, acabar. Iremos ganhar quando tratarmos uma Libertadores como um campeonato comum ou como mais um campeonato.

As declarações no começo do ano pareciam ensaiadas. Os jogadores que estão e os que vêem falam de uma obsessão uma obrigação de ganhar o torneio. Ganhar a Libertadores todo mundo quer. Mas eu também quero ganhar o Paulista, o Brasileiro e o que a gente entrar pra jogar. Corinthians é assim e tem que ser obcecado pela vitória e não em só uma competição.

É triste ser eliminado. É vergonhoso sair em uma Pré-Libertadores, contra um time bem mais fraco, sim é. Mas o que me deixou mais envergonhado foi a falta de brio, a falta de futebol e a falta de vontade. E esses mesmos motivos me envergonharam contra Bragantino, Noroeste e São Bernardo. Falta sangue e suor de verdade, como prometido para o jogo de ontem.

E quando se perde com o sentimento de que o time não tentou vencer é muito mais doloroso. Bom futebol o Corinthians deixou na final da Copa do Brasil de 2009. Aquele time era equilibrado e naturalmente vitorioso, de lá pra cá, me parece que o Corinthians tornou-se um amontoado de jogadores sem vontade, cheios de soberba. E o futebol não é assim.

Ano passado, quando fomos eliminados pelo Flamengo, eu disse aqui que não era momento de caça as bruxas. Continuo achando que não é hora de achar os culpados, mas mudanças necessárias têm que ser feitas. Tite deixou claro, apesar de sua simpatia, que não tem a menor possibilidade de treinar o Corinthians. O Corinthians não precisa de um treinador medroso. O elenco segue o mesmo e agora se junta o centro avante de verdade. Não dá pra encarar uma temporada com um atacante gorducho e bonachão, por mais craque que ele seja.

Aquela história de marketing e publicidade, que o futebol atual é business precisa acabar. Futebol é jogado no campo. Na bola. E não nas ações publicitárias. O time tem que ser bom por que um time bom que briga por títulos, vende. O Corinthians com um time bom, brigando por títulos, vende o dobro. Mais do que mudar nomes e pessoas, o pensamento tem que mudar. O pensamento da diretoria e dos jogadores.

Sobre o jogo não tem que falar. O que se viu foi um time recuado, medroso e que esperou o Tolima atacar. No único momento que jogou, no começo do segundo tempo, assustou o adversário, mas foi pouco. Havia um buraco no meio campo causado pela falta de uma meia de criação. E esses meias só apareceram depois de tomar o primeiro gol. Time que entra com medo de perder deixa claro que não tem forças para vencer.

Segue a vida. Segue o jogo. O Corinthians continua vivo. E o Corinthians é sempre maior que tudo isso. Domingo é contra a porcada e é contra eles é hora de se reerguer!

Pra mim, o ano novo começa agora, Feliz 2011 Corinthians!

Eliminado1 Não queremos ser campeões.

Autor do post:
Sandro Terranova
@sandroterranova
corinthians@osgeraldinos.com.br

EUFORIA CARIOCA, por Dr. Osmar de Oliveira

Vários flamenguistas e vascainos torceram para o Flu, ontem. Botafoguenses também.

Aqui em São Paulo, nenhum palmeirense ou são-paulino torceu para o Corinthians.

Lá todos jogam no campo do Botafogo, o Engenhão. Aqui, ninguém joga no campo do São Paulo, o Morumbi.

Ontem, pela manhã, no Rio, dirigentes de vários clubes enalteciam a campanha do FLu. Em São Paulo, no mesmo horário dirigentes de Corinthians e Palmeiras, se acusavam pesadamente, pelo rádio.

Hoje, escuto e leio cariocas lembrando que é o 2º título consecutivo deles; Flamengo em 2009 e Fluminense em 2010. Não importa se nesses 40 anos de série A, os paulistas tenham ganho 17 vezes e os cariocas 13 ( considerando aqui o título de Flamengo em 87). Interessa o hoje. E os cariocas arrumam um jeito de inventar novas alegrias. Diferentemente daqui em que a entrega de jogos para prejudicar rivais está virando moda.  Estamos fazendo guerra urbana de torcedores no asfalto da cidade e os cariocas estão comemorando a volta da paz nos morros.

Não quero dizer com isso que o futebol carioca é melhor que o de São Paulo, muito pelo contrário, se formos pensar em infraestrutura, administração, organização. Mas quero dizer, que precisamos aprender com eles como se faz a festa, como se respeita o adversário. Não é a festa dos rojões e dos shows a que me refiro. É a festa por um clube do Estado que busca uma hegemonia perdida pelo tempo. É como se estivessem dizendo : a taça ficou por aqui mesmo. Está na casa do meu vizinho. Aqui, taça na casa do vizinho, é taça na casa do inimigo. Está mais que na hora de mudarmos essa mentalidade beligerante.

Aqui se fala que o SP conquistou títulos pelo poder político, que o Corinthians roubou um título, que a Parmalat deu 2 títulos ao Palmeiras, que só por causa de Robinho o Santos tem um título. Não seria melhor dizer que o SP tem 6, o Corinthians tem 4, o Palmeiras também, o Santos tem 2 e o Guarani tem 1 ?. No Rio, não interessa se o Botafogo foi ajudado no único título que tem, que o Fluminense merecidamente tem 2, o Vasco tem 4 e o Flamengo tem 6 ( considerando o de 87 ). Em Minas, que se poderia esperar acirrada rivalidade, nenhum cruzeirense contesta o título do Galo em 71 e nenhum atleticano desmerece o título do Cruzeiro em 2003. O mesmo se diga no sul, onde o Inter tem 3 e o grêmio só 2. Até no paraná, se respeita o título do Coritiba em 85 e do Atlético Paranaense em 2001. Falta um ? Ah, foi  o do Bahia em 88.

 

Fonte:http://drosmar.com/a-euforia-carioca/


%d blogueiros gostam disto: