Verdadeira história do ‘Tabu’ de 11 anos!

 Tabu: Santos ficou 11 anos sem perder para o Corinthians no Paulistão

Caros amigos, o Corinthians ficou onze anos sem vencer a equipe do Santos, em partidas que se referem ao campeonato paulista.
Durante o período de 1957 e 1968, Santos e Corinthians fizeram 22 partidas pelo campeonato estadual, com 16 vitorias da equipe santista e 06 empates.

Porém, neste período o Corinthians venceu o Santos quatro vezes:
27 / 03 / 1958: Corinthians 2 x 1 Santos – Torneio Rio São Paulo
21 / 03 / 1960: Corinthians 2 x 1 Santos – Torneio Rio São Paulo
29 / 03 / 1961: Corinthians 2 x 0 Santos – Torneio Rio São Paulo
16 / 06 / 1962: Corinthians 3 x 1 Santos – Taça  São Paulo.

O jogo que encerrou o jejum de vitórias do Corinthians, foi realizado no dia 06 de março de 1968 no Pacaembu. Como sempre por ocasião dos jogos entre estas duas equipes, a imprensa fazia um grande alarido sobre o “tabu”, visando principalmente ganhar audiência.

Até aquela data, o Corinthians já estava 11 anos e 22 partidas sem ganhar do Santos, em jogos válidos pelo Paulistão. Um tabu que vinha desde os 3 a 3 em 1957, quando o Timão conquistou a Taça dos Invictos e jogou pela primeira vez contra o Rei Pelé.

Naquela noite, contando com os novos reforços Paulo Borges, Bulão e Eduardo, além do técnico Lula (ex-Santos), o Corinthians entrou em campo determinado e pronto para passar pelo difícil e até então, imbatível Santos de Pelé. No primeiro tempo, o jogo terminou empatado. O grande destaque foi o zagueiro Luis Carlos, que fez uma marcação implacável no Rei.

Lance do jogo em 1968: Paulo Borges, caído
entre Ramos Delgado e Joel

O time do Santos não conseguiu reeditar as grandes atuações que vinha fazendo naquele ano. Perdeu algumas chances, principalmente quando já estava 1 x 0, com Pelé cara a cara com o goleiro e chutando no poste.

No segundo tempo, o Corinthians começa pressionando e Rivelino chuta uma bola na trave. Logo depois, aos 13 minutos, Paulo Borges faz 1 a 0, após uma tabela com Flávio. Melhor em campo, o Timão segue firme em busca do objetivo. Aos 31 minutos, Rivelino lança Flávio, que aproveita a chance e aumenta: 2 a 0.

Fim do tabu, mas quem ficou com o título paulista de 1968 foi o Santos, sagrando-se Bi-Campeão com 04 rodadas de antecedência. A partir de 1969, para evitar que o campeonato perdesse o interesse pelo fato de algum time sagrar-se campeão com muita antecedência, o Paulistão deixou de ser por pontos corridos.
De nada adiantou mudarem a fórmula, pois em 1969, o Peixe sagrou-se Tri- Campeão Paulista.

Abaixo, o vídeo do jogo da quebra do ‘tabu’

 
FICHA TÉCNICA


CORINTHIANS: Diogo, Osvaldo Cunha, Ditão, Luís Carlos (Clóvis) e Maciel; Édson Cegonha e Rivelino; Buião, Paulo Borges, Flávio e Eduardo. Téc.: Lula

SANTOS: Cláudio, Carlos Alberto Torres, Ramos Delgado, Joel (Oberdã) e Rildo; Lima e Negreiros; Kaneko, Toninho, Pelé e Edu. Téc.: Antoninho

Local: Estádio do Pacaembu – São Paulo (SP)
Data: 06/03/1968
Árbitro: Roberto Goycochea (Argentina)

Público: Não disponível Renda: NCr$ 153.390,50 Gols: Paulo Borges (13 – 2º) e Flávio (31 – 2º)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: