CORINTHIANS BI-CAMPEÃO MUNDIAL INTERCLUBES!!!

Recentemente, em meio a muita polêmica, a Confederação Brasileira de Futebol – CBF homologou os títulos da Taça Brasil e Roberto Gomes Pedrosa, ascendendo Santos e Palmeiras a condição de maiores vencedores do campeonato brasileiro de futebol.

 

Tal reconhecimento baseou-se em levantamentos do jornalista Odir Cunha, sendo homologado pela CBF sob o fundamento de que ambos torneios eram as principais competições da época, já que o campeonato brasileiro só começou a ser disputado em 1971.

 

Na esteira desta discussão surge, ainda, a polêmica dos campeões mundiais de clubes. A disputa da Copa Intercontinental de clubes, atual campeonato mundial da FIFA, começou a ser disputada no ano de 1960, tendo como primeiro campeão o Real Madrid – ESP.

 

Mas, afinal, só houve campeões mundiais a partir de 1960? Para muitos, não!

 

Disputada inicialmente em 1952, a Pequena Taça do Mundo reunia os dois melhores clubes da América do Sul e os dois melhores da Europa, que, por sua vez, enfrentavam-se em jogos de ida e volta (totalizando 6 partidas) até definir o maior pontuador, logo, o campeão do torneio.

 

O torneio foi realizado nos anos de 1952, 1953, 1955, 1956, 1957, 1963 e 1975, tendo como campeões Real Madrid, Corinthians, São Paulo, Real Madrid, Barcelona e São Paulo, respectivamente.

 

Ora, se a Copa Intercontinental de clubes só começou a ser disputada a partir de 1960 e se a Pequena Taça do Mundo era, até então, o principal torneio de clubes do Mundo, por que não reconhecer seus campeões?

 

Desta forma, o São Paulo ficaria com quatro títulos mundiais (55/92/93/05) e o Corinthians com dois (53/00), fazendo justiça a excelente equipe tricolor e ao esquadrão alvinegro dos anos 50, para muitos a melhor equipe da década no Brasil.

 

Veja abaixo a campanha do título corinthiano de 1953.

 

 

PEQUENA TAÇA DO MUNDO DA VENEZUELA

 

Sede: Venezuela

Campeão: Sport Club Corinthians Paulista

Vice-campeã: A. S. Roma-ITA

Artilheiro: Luizinho (COR) – 5 gols

ELENCO: Cabeção, Idário, Goiano, Homero, Olavo, Julião, Cláudio, Luizinho, Carbone, Mário e Baltazar.

OPONENTES: Barcelona-ESP (Velasco; Biosca, Segarra, Flotats, Hanke; Bosch, Gonzalvo, Lásló Kubala*, Basora; Manchón e Moreno), Roma-ITA (Destaques eram Gandolfini e Perissinoto) e Caracas XI-VEN.

JOGOS:

11/07/1953

ROMA 2 x 1 CARACAS XI

 

14/07/1953

CORINTHIANS 1 x 0 ROMA (Luizinho)

 

16/07/1953

BARCELONA 2 x 3 CARACAS XI

 

18/07/1953

CORINTHIANS 3 x 2 BARCELONA (Luzinho (2) e Carbone)

 

21/07/1953

CORINTHIANS 2 x 1 CARACAS IX (Cláudio e Carbone)

 

23/07/1953

BARCELONA 1 x 0 ROMA

 

25/07/1953

ROMA 2 x 2 CARACAS IX

 

27/07/1953

CORINTHIANS 1 x 0 BARCELONA (Goiano)

 

29/07/1953

BARCELONA 4 x 2 ROMA

 

31/07/1953

CARACAS IX 0 x 2 CORINTHIANS (Cláudio (2))

 

01/08/1953

BARCELONA 3 x 2 CARACAS IX

 

02/08/1953

CORINTHIANS 3×1 ROMA (Cláudio e Luzinho (2))

* O húngaro Lásló Kubala era a grande estrela deste torneio, sendo responsável direto pela conquista do bicampeonato espanhol do Barça. No entanto, todo talento do craque húngaro sucumbiu a classe de Luizinho “o pequeno polegar”, que, além de artilheiro, foi eleito o melhor jogador da copa.

 

Fonte: LANCE NET http://www.lanceactivo.com.br/Blog/Post/PostView?profileId=2848&postId=62865


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: